Pular para o conteúdo principal

O dia em que eu tomei coragem de ficar de biquini outra vez!

Passei a gestação inteira do Miguel muito bem. Ia à praia quase que 2 a 3x por semana.

Depois que ele nasceu, e os kgs extras não iam embora, eu parei de ir completamente !

Tinha vergonha de colocar o biquini e ter vários olhares e dedos me apontando, provavelmente fazendo aqueles comentários agradáveis de que:

 "Depois que você é mãe, ainda mais de dois filhos, o corpo NÃO volta mais!"

E fui deixando, deixando e não ia !

Quem conhece a minha família sabe, meu marido e meu filho são doidos por praia!
E eu tb gosto, desde que possa me apresentar de maneira que não vá achar que estarei "fazendo feio".

Não estou dizendo de ter o corpo mais sarado de todas !

Estou falando de vestir um biquini e não ficar preocupada com isso.

De me preocupar apenas em brincar com meus filhos e não se tem alguém olhando e reparando no meu peso "extra".

Quando comecei o Foca, meu objetivo principal não era apenas o peso na balança, mas principalmente poder voltar a usar um biquini e ir à praia.

E neste último final de semana, 2 meses e meio e 8 kg a menos depois, eu consegui !

Como todo domingo, tinha caminhada marcada com as meninas na praia.

No sábado tive a festa de 30 anos da minha irmã e estava recebendo meu pai, que mora em outro estado aqui em casa. Ele ia embora no domingo cedo, tomamos café juntos e assim que ele foi eu fui para o calçadão começar meu exercício diário.

Acabei chegando depois do horário, avisei as meninas que chegaria mais tarde e como algumas delas já tinham ido caminhar mais cedo, acatei à um pedido do marido de andarmos em família, à beira mar.

Pensei comigo, à beira mar, vou ter que ficar de biquíni  já não basta a marca do shorts e da camiseta por andar no sol esses dias todos no calçadão.

Na semana passada eu testei a plataforma para carrinho que minha amiga Patrícia me emprestou mas não fiquei nem meia hora de biquini, então pra mim, não valeu como reestréia.



Dessa vez caminhamos pela beira da água do Canal 3 ao Canal 5 completando quase 6 km de caminhada.

Meu parceirinho, amor da mamãe

Homens da minha vida, Miguelito ficou fora do enquadramento
Ao longo do caminho encontrei uma amiga que me elogiou muito e disse que eu estava ótima !

Vou começar a acreditar quando as pessoas falarem...

Abaixo a comparação de barriga de 40 semanas ( último dia que fui na praia) e fora da barriga com 7 meses pós parto (meu retorno oficial).
Sei que ainda não tá bom, tem muita coisa pra melhorar, mas só de poder estar curtindo com minha família outra vez (em vez de ficar em casa vendo televisão enquanto eles se divertiam na areia) para mim já é uma grande vitória.

Precisamos ter bem claro em nossa mente que emagrecer é bom, claro, mas recuperar a auto estima e voltar a fazer coisas que antes pareciam impossíveis por conta do peso extra é MUITO melhor.

Um grande beijo e #focanabalança
Lia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Papo de Psicóloga: Planejamento

Por Karina Alvarez Lopes e Aragão - Psicóloga Um grande aliado de qualquer projeto inclusive reeducação alimentar e dieta é o PLANEJAMENTO. Nós já falamos de motivação, que vêm a ser o primeiro passo, mas conhecer os seus motivos e parar por aí não leva ninguém a lugar nenhum. Depois de listar porque queremos emagrecer,devemos listar como vamos emagrecer . É interessante lembrar que temos duas grandes questões a serem trabalhadas: Reeducação alimentar Atividade Física Para reeducação alimentar devemos ter alimentos saudáveis disponíveis e então levantar os seguintes questionamentos:  Quem/quando vai comprar? Quem/quando vai preparar? Qual o cardápio que vamos seguir? Quais são as exceções da dieta?  Lembre-se que, sem planejamento a probabilidade de atacar um pacote de bolacha recheada na hora da fome aumenta exponencialmente, agora, se houver cenourinhas cortadas em palitos disponíveis na hora que bate aquela fominha. fica mais fácil resi

Meta 1 - Concluída com Sucesso !!

Como toda quarta feira, hoje pela manhã eu me pesei. Sabia que estava bem perto da minha meta, já que na semana passada a balança marcou 65,8 kg. A minha meta de número 1, quando comecei o projeto em 13/02, era de chegar no peso que engravidei do meu segundo filho Miguel, os 65 kg. Mas Lia, você me pergunta, como assim meta número 1? Eu explico! Todas as metas devem ser adaptáveis. A gente nunca deve estipular uma meta "x" e pronto. Se for assim, a gente chega lá (e não importa o quanto demore) e quando chega, faz o que? Volta à vida de antes? Nesse raciocínio, tracei 3 metas (e não coloquei prazo para alcançá-las): 1- A mais "fácil" - 65 kg 2 - A de dificuldade média - 62 kg 3 - A muito difícil - Manter o peso eliminado bem longe e tonificar a musculatura (esta última para durar a vida toda). Pois bem, subi na balança e ela SORRIU o riso mais lindo de todos os tempos marcando: Sim, Sra e Srs !!!! 64,5 kg !!!! 0,5

Sorteio Camiseta Foca na Balança

Meninas, hoje estou lançando o primeiro sorteio aqui do Blog. Iremos sortear uma camiseta Foca na Balança ! A camiseta vai na cor azul e no tamanho G, caso a ganhadora prefira outro tamanho deverá aguardar o prazo de produção de uma nova remessa, que leva cerca de 20 dias. Se este tamanho estiver ok, o prêmio será enviado em até 2 dias após a confirmação da ganhadora ou do ganhador. Enviarei, sem custos ao sorteado, pelos Correios na modalidade PAC. Sortearemos pelo programa Randon.org no dia 19 de abril e o resultado será publicado simultaneamente aqui, na Fanpage e em nosso Instagram. Cadastrem seus e-mails que mais acessam no formulário pois entrarei em contato e a vencedora (ou o vencedor) terá 48 horas para retornar meu "chamado de confirmação". Caso passem as 48 horas e eu não consiga o retorno do vencedor, será realizado um novo sorteio. Para participar é só seguir atentamente as regras abaixo: 1 - Preencher o Formulário Completo 2 - Ter endereç