Pular para o conteúdo principal

Papo de Fisioterapeuta - Fisioterapia Pós Parto

Por Raquel Vasques Escobar - Fisioterapeuta

O Pós-parto é um período de grandes modificações corporais e psíquicas, principalmente para as mamães de primeira viagem. 

Antes mesmo do nascimento criamos várias expectativas, nos preocupamos, dormimos menos e finalmente chega o grande dia e o nosso tesouro maior nasce.

Deste dia em diante tudo muda e precisamos trabalhar o corpo e a mente para enfrentar de forma harmônica todas essas mudanças.

Compartilho com vocês algumas técnicas que podem nos ajudar após o parto e que você poderá fazer em casa!

Importante: A liberação de exercícios normalmente ocorre após 30 dias nos casos de parto normal e após 45 dias nos partos cesárea, mas, sempre é aconselhável seguir a orientação e liberação de seu médico.

Ansiedade - Reeducação respiratória.

Um sintoma comum no pós-parto é a ansiedade, e com ela deixamos de relaxar e curtir os momentos únicos de cada fase de nosso bebê.

Sempre que possível, aproveite os horários de sono do seu bebe para descansar e fazer alguns exercícios.

Reduzir a ansiedade através do controle da respiração é fácil!

Sente-se no chão com as pernas de “índio”, mantenha a coluna reta, se preferir pode apoiar na parede.

Coloque as mãos sobre a barriga e lentamente encha os pulmões de ar pelo nariz fazendo com que a barriga empurre as suas mãos (conhecida como respiração abdominal), segure por três segundos o ar e solte pela boca lentamente.

Repita por 6 – 10 vezes essa técnica, para auxiliar coloque uma música calma, as músicas orquestradas de bebês são uma ótima dica. 

Você pode colocar no quarto do bebê enquanto ele dorme e aproveitar para exercitar sua respiração.

Levantar da cama

Lembre-se que sua coluna sofreu várias mudanças no decorrer da gestação e que devemos evitar movimentos que a prejudiquem ainda mais. 

Uma dica simples é sempre posicionar-se de lado antes de levantar, colocando as pernas para fora e emburrando o corpo com os braços. 

Desta forma evitamos sobrecargas na região lombar.

Músculos do assoalho pélvico (períneo)

É importante começar os exercícios do assoalho pélvico após 12 horas do parto, para readquirir a força desses músculos tão importantes, o mais rápido possível.

A mãe precisa praticar as contrações 4 ou 5 vezes em intervalos frequentes durante todo o dia. 

Sempre fazendo a contração (como se estivesse segurando o xixi) e relaxando. 

Você também poderá deitar de barriga para cima, dobrar as pernas e colocar uma bola pequena ou travesseiro nos meio das pernas e realizar o movimento de apertar a bola, mantendo por 10 segundos e relaxe, repita o mesmo movimento 20 – 30 vezes ao dia.

Fortalecimento da musculatura abdominal

A involução do útero geralmente termina com cerca de 20 dias, mas os músculos abdominais podem levar 6 semanas para retornar ao estado pré-gestacional e 6 – 8 meses até que a força total retorne.

Inicialmente você deverá realizar apenas contrações abdominais, ou seja, contrair o abdome (encolher a barriga) , manter por 5 segundos e relaxar. 

Faça esse exercício sempre que puder, várias vezes ao dia.

Quer a alimentação do bebê seja no peito ou com mamadeira, a posição adotada para este momento deve ser segura e confortável, desta forma, a mãe evitará esforços e tensões musculares desnecessárias e que repetidas poderão ocasionar dor e desconforto.

Ao escolher a cadeira, preferencialmente com braços e encosto.

  • Sentar o mais para trás da cadeira possível.
  • Colocar almofadas na parte inferior das costas e sentar ereta.
  • Colocar o bebê sobre uma almofada ou travesseiro no colo para aproximá-lo da mamãe.
  • Colocar os pés apoiados, em uma banqueta, por exemplo, para elevar a altura dos joelhos.


Postura para segurar o bebê em pé

Preferencialmente a mamãe deverá segurar o bebê quando em pé sobre um dos ombros, encaixar o bumbum e contrair os músculos da barriga. 

Muitas mães acabam cometendo o péssimo hábito postural de colocar a barriga para frente e criar com a barriga um “banquinho” para o apoio do bebê.

Essa postura é péssima e ainda favorece o relaxamento da musculatura abdominal, criando a famosa barriguinha que não some. 

Além disso, força a coluna lombar ocasionando dores intensas com o passar dos meses. 

Lembrem-se seu bebê ficará cada vez mais pesado e continuaremos dando o famoso colinho de mãe que é uma delícia !!!

Troca de fraldas

O bebê pode ser trocado em uma superfície que seja mais ou menos da altura da cintura, evitando assim que a mulher fique curvada. 

Quando não estamos em casa devemos procurar um local seguro e sempre evitar curvar-se.

Raquel Vasques Escobar
Fisioterapeuta Especialista em Fisioterapia Respiratória e Pneumologia
Universidade Federal de São Paulo
CREFITO 78902-F

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Papo de Psicóloga: Planejamento

Por Karina Alvarez Lopes e Aragão - Psicóloga Um grande aliado de qualquer projeto inclusive reeducação alimentar e dieta é o PLANEJAMENTO. Nós já falamos de motivação, que vêm a ser o primeiro passo, mas conhecer os seus motivos e parar por aí não leva ninguém a lugar nenhum. Depois de listar porque queremos emagrecer,devemos listar como vamos emagrecer . É interessante lembrar que temos duas grandes questões a serem trabalhadas: Reeducação alimentar Atividade Física Para reeducação alimentar devemos ter alimentos saudáveis disponíveis e então levantar os seguintes questionamentos:  Quem/quando vai comprar? Quem/quando vai preparar? Qual o cardápio que vamos seguir? Quais são as exceções da dieta?  Lembre-se que, sem planejamento a probabilidade de atacar um pacote de bolacha recheada na hora da fome aumenta exponencialmente, agora, se houver cenourinhas cortadas em palitos disponíveis na hora que bate aquela fominha. fica mais fácil resi

Meta 1 - Concluída com Sucesso !!

Como toda quarta feira, hoje pela manhã eu me pesei. Sabia que estava bem perto da minha meta, já que na semana passada a balança marcou 65,8 kg. A minha meta de número 1, quando comecei o projeto em 13/02, era de chegar no peso que engravidei do meu segundo filho Miguel, os 65 kg. Mas Lia, você me pergunta, como assim meta número 1? Eu explico! Todas as metas devem ser adaptáveis. A gente nunca deve estipular uma meta "x" e pronto. Se for assim, a gente chega lá (e não importa o quanto demore) e quando chega, faz o que? Volta à vida de antes? Nesse raciocínio, tracei 3 metas (e não coloquei prazo para alcançá-las): 1- A mais "fácil" - 65 kg 2 - A de dificuldade média - 62 kg 3 - A muito difícil - Manter o peso eliminado bem longe e tonificar a musculatura (esta última para durar a vida toda). Pois bem, subi na balança e ela SORRIU o riso mais lindo de todos os tempos marcando: Sim, Sra e Srs !!!! 64,5 kg !!!! 0,5

Sorteio Camiseta Foca na Balança

Meninas, hoje estou lançando o primeiro sorteio aqui do Blog. Iremos sortear uma camiseta Foca na Balança ! A camiseta vai na cor azul e no tamanho G, caso a ganhadora prefira outro tamanho deverá aguardar o prazo de produção de uma nova remessa, que leva cerca de 20 dias. Se este tamanho estiver ok, o prêmio será enviado em até 2 dias após a confirmação da ganhadora ou do ganhador. Enviarei, sem custos ao sorteado, pelos Correios na modalidade PAC. Sortearemos pelo programa Randon.org no dia 19 de abril e o resultado será publicado simultaneamente aqui, na Fanpage e em nosso Instagram. Cadastrem seus e-mails que mais acessam no formulário pois entrarei em contato e a vencedora (ou o vencedor) terá 48 horas para retornar meu "chamado de confirmação". Caso passem as 48 horas e eu não consiga o retorno do vencedor, será realizado um novo sorteio. Para participar é só seguir atentamente as regras abaixo: 1 - Preencher o Formulário Completo 2 - Ter endereç